Dicas

6 coisas que você está fazendo errado na cozinha

Confira as sugestões do Você, Gastrô para melhorar seus pratos

O macarrão nunca sai no ponto? O alho sempre fica tostado? Você provavelmente tem hábitos ao cozinhar e tratar os alimentos que, no final das contas, não fazem sentido algum.

Veja alguns desses hábitos e confiras as dicas do Você, Gastrô para dar um up nas suas receiras!

1. COLOCAR ÓLEO NA ÁGUA DO MACARRÃO

Para preparar macarrão al dente (ponto em que a massa fica firme, mas não dura), basta usar cobri-lo com água em uma panela grande o suficiente para a quantidade desejada. O uso do óleo é completamente desnecessário, uma vez que água e óleo não se misturam – o segundo fica, então, sempre por cima da água.

Para atingir a consistência ideal, lembre-se de verificar as indicações de tempo de preparo da embalagem do alimento, e de sempre fazer provas durante o processo. Vale lembrar também que não é necessário lavar a massa, quando pronta. A prática descarta o amido, que tira a aderência e faz com que o molho não grude.

2. ARMAZENAR ALIMENTOS DESNECESSARIAMENTE NA GELADEIRA

Nem todo alimento tem seu tempo de vida prolongado ao ser armazenado na geladeira.

Manter ervas frescas em sacolas ou potes plásticos na geladeira faz com que elas murchem em poucos dias. O indicado é cortar uma pequena parte da raiz e colocá-los em jarras com água. Para coentro e salsa, coloque um saco plástico por cima, sem deixar muito apertado, e prenda um elástico para guardar na geladeira. Para plantas como hortelã, alecrim, sálvia, tomilho ou ervas mais resistentes, a dica é manter em um vaso sobre o balcão em temperatura ambiente.

Cebolas e batatas devem ser armazenadas na despensa, enquanto bananas, maçãs, pêssegos, ameixas, abacaxis, tomates e melões devem ser postos em fruteiras.

3. DERRETER DEMAIS A MANTEIGA

Para utilizar a manteiga em receitas e aproveitar todo seu sabor, o ideal é deixá-la em temperatura ambiente até que ela amoleça naturalmente. Caso precise derretê-la, prefira o fogão em fogo brando e durante pouco tempo, sem o risco de queimá-la.

4. UTILIZAR A MESMA FACA PARA VÁRIOS ALIMENTOS

Cada alimento demanda um tipo de corte específico. Os tipos lisos conseguem obter corte regular e preciso; os serrilhados são indicados para cortes de alimentos com cascas duras; os ondulados são feitos para cortar massas macias; e os com alvéolos impedem que fatias finas e pegajosas grudem na faca.

5. FRITAR DEMAIS O ALHO

Quer aproveitar o melhor do sabor do alho nas suas receitas? O ideal é adicionar ao prato a raiz triturada, fatiada ou picada no estágio final da receita. O alho, ao ser frito por muito tempo, pode queimar e ficar amargo.

6. NÃO DEIXAR A COMIDA DESCANSAR

Saborear pratos que acabaram de sair do forno é tentador, mas os alimentos precisam descansar por alguns minutos antes de serem cortados e servidos. Fazer isso com carnes, por exemplo, impede que a água tome conta do prato todo. Já as lasanhas ou guisados reabsorvem os líquidos e não deixam o prato virar um verdadeiro ensopado quando cortado.


Edições Impressas Confira nossas publicações Ver Mais
Mais Populares As mais visitadas do nosso site Ver Mais