NOVOS SABORES

50% dos viajantes querem conhecer gastronomia local

Segundo pesquisa mundial encomendada pela AccorHotels, conhecer novos destinos também significa experimentar a culinária

Viajar, por si só, já é uma oportunidade para conhecer a história e a cena cultural de uma cidade. No entanto, turistas revelam que há outra fonte para beber e “comer” desse conhecimento: a gastronomia. E foi com um olhar mais minucioso para as receitas escolhidas pelos viajantes ao redor do mundo.

Provar novos sabores é um deles. Quesito praticamente obrigatório para 54% dos participantes – dentre eles os brasileiros –, essa descoberta está particularmente ligada a 61% das pessoas entre 50 a 65 anos; e também é popular a 48% daqueles com 18 a 34 anos. “Experimentar a gastronomia é uma das melhores maneiras de conhecer hábitos e costumes de um povo. Investimos constantemente para proporcionar a melhor experiência local a quem nos visita”, comenta Carlos Bernardo, gerente de A&B Midscale da AccorHotels América do Sul.

Outra curiosidade está entre os millennials. A geração mostra que aprecia e procura experimentar novos paladares, mas 37% confessam que sentem falta da cozinha de seus países – contra 25% do público entre 50 e 65 anos. E apenas 21% deles nem pensam nas refeições caseiras. O que mostra a volatilidade do perfil: estão abertos a novidades do mundo cosmopolita e tecnológico, mas em quesitos afetivos, como a gastronomia, não tendem a arriscar.

Voltar para casa nem sempre é uma tarefa fácil. Após uma viagem com novidades e mordomias, 35% dos viajantes gostariam de manter a regularidade em refeições saudáveis e balanceadas experimentadas nos hotéis. Mas o café da manhã é o queridinho entre os serviços hoteleiros, de acordo com 48% dos participantes. Principalmente para o público feminino: 53% delas adorariam a comodidade sem precisar preparar ou sair para comer, contra 43% dos homens.

França no topo da lista

Destino favorito para os amantes do turismo gastronômico, a França é a razão da visita de 38% dos alemães, por exemplo. Já 20% dos chineses preferem experimentar as especialidades francesas que consideram “peculiares”. Mas e o tão famoso croissant? 14% dos ingleses não abrem mão do pãozinho verdadeiramente francês. Confiantes, os próprios franceses (39%) acreditam que a boa mesa deve ser um critério para a viagem, item que, de maneira geral, perde apenas para Torre Eiffel e lugares históricos.

Brasil, França, EUA, China e Austrália estão entre os 11 países participantes da pesquisa online realizada entre os meses de abril e maio, com viajantes entre 18 e 65 anos que visitaram destinos internacionais pelo menos uma vez nos últimos 12 meses. O estudo foi feito pela GFK, empresa alemã especialista em pesquisa de mercado.

 

Veja também

Edições Impressas Confira nossas publicações Ver Mais
Mais Populares As mais visitadas do nosso site Ver Mais