INCENTIVO

Maranhão não é classificado no Melhores Receitas da Alimentação Escolar

15 escolas foram selecionadas para a final e disputam etapa nacional no final de outubro, em Brasília

No final de outubro a comissão julgadora apontará as cinco melhores receitas do país

Para incentivar o consumo consciente de alimentos regionais e valorizar o trabalho realizado por merendeiras e merendeiros, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) selecionas as melhores receitas servidas em escolas públicas do Brasil. Do Maranhão  20 preparações foram inscritas, mas nenhuma passou em todas as fases da disputa.

Creme de abóbora com carne moída; almôndegas com cenoura e aveia da Tia Lu; bananinha de mandioca recheada com frango; escondidinho de purê de mandioca com carne suína e legumes. Essas são algumas das 15 preparações selecionadas como finalistas na segunda edição do Concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar.

Divulgadas no Diário Oficial da União, essas iguarias vão disputar a etapa nacional do concurso, em Brasília, de 23 a 25 de outubro.

Maranhão

Bolinho de Legumes, cachorro quente nutritivo com suco verde, caldo de macaxeira com frango, farofa caipira e suco sol do sertão e o risoto made in roça, foram as receitas de cinco escolas maranhenses que chegaram até a fase estadual do concurso. A penas os nomes das escolas finalistas foram divulgados no Diário Oficial da União.

A primeira fase foi eliminatória. Só puderam participar redes de ensino com pontuação mínima em relação a critérios relevantes da execução do Pnae, como adquirir produtos da agricultura familiar e possuir nutricionista responsável técnico cadastrado no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), entre outros aspectos.

Depois, veio a etapa estadual, onde foram selecionadas as cinco melhores receitas de cada estado e do Distrito Federal, num total de 135. Na fase seguinte, a disputa regional, cada região escolheu três receitas para a fase final. Essas 15 receitas agora serão preparadas, em Brasília, no final de outubro, e a comissão julgadora apontará as cinco melhores receitas do país.

Concurso

Promovido pelo FNDE, o concurso vai apontar as cinco melhores receitas servidas na escolas públicas brasileiras – uma por região. “Reconhecer e estimular merendeiras e merendeiros significa fortalecer o Programa Nacional de Alimentação Escolar, o Pnae, que leva mais de 50 milhões de refeições todos os dias aos alunos de escolas públicas de todo o Brasil”, afirma Silvio Pinheiro, presidente do FNDE.

Na etapa nacional, as 15 receitas finalistas serão preparadas e degustadas por um júri, composto por cinco pessoas: um estudante da rede pública acima de 12 anos, um nutricionista, um conselheiro de alimentação escolar, um chefe de cozinha reconhecido pela crítica e um representante das entidades parceiras do Pnae. O júri vai apontar, então, as cinco receitas vencedoras do concurso, uma por região. Os campeões receberão um prêmio de R$ 4.800,00 e uma viagem internacional.

 


Edições Impressas Confira nossas publicações Ver Mais
Mais Populares As mais visitadas do nosso site Ver Mais