SUSTENTABILIDADE

Bendita Pizza recebe selo da Sociedade Vegetariana Brasileira

O selo identifica o estabelecimento como um local que não só tem preparos veganos, mas que garanta o fornecimento desse produto sempre

Mentira de Frango da Bendita Pizza Artesanal

Com poucos meses no mercado, a Bendita Pizza Artesanal já recebeu da Sociedade Vegetariana  Brasileira o selo que reconhece o estabelecimento como o único que tem opções veganas em São Luís.

O selo é simbólico e identifica o estabelecimento como um local que  tem preparos sem nenhum ingrediente de origem animal e que também garanta o fornecimento desses produtos sempre.

“Analisamos o estabelecimento, visitamos ou pedimos várias vezes a sugestão vegana para saber a qualidade. O local não pode ganhar o selo e depois deixar faltar os ingredientes do prato. É importante que os restaurantes procurem ingredientes que sejam fáceis, porque as opções  são poucas e ai o vegano vai ao local e justamente o que ele quer não tem por falta de fornecimento. Essa tem que ser uma questão prática e sustentável”, explica a representante da SVB no Maranhão, Mônica Hering.

A pizzaria tem a frente o pizzaiolo Márcio Mello, que após sugestões e procura de adeptos, criou sete sugestões de pizzas veganas, além do cardápio tradicional. Os sabores são diversos e incluem: al ferro – vegetais da estação grelhados -, pizza de banana, tomate seco ao pesto de castanha do Brasil, mentira de frango, mentira de carne, calabresa com cebola caramelizada e muçarela.

Bendita Pizza Artesanal tem sete opções veganas

“A ideia das pizzas veganas surgiu primeiro pela busca de um ou dois veganos, mas eu não sabia que aqui tinha um público vegano latente e também pensando no lado empresarial, em gerar opções. Enxerguei uma oportunidade de negócio, pois existe uma carência de mercado, os veganos reclamam de não ter para onde ir e não tem um restaurante em São Luís que tenha um cardápio vegano, mesmo que pequeno. Com os produtos veganos a gente atinge também aquelas pessoas que tem restrição à proteína do leite, por exemplo,” pontua Márcio.

A saída das pizzas que há algum tempo começou tímido, tem aumentado e a expectativa é que as sugestões veganas sejam responsáveis por cerca de 20% das vendas.

“É preciso investir em sustentabilidade e todo restaurante deveria se preocupar. Nós estamos na ponta desse consumo de carne e somos patrocinadores dessa indústria poluente que é a pecuária”, finaliza o pizzaiolo.

A representante da SVB explica que mesmo após receber o selo o local vai continuar sendo avaliado, para que haja fidelidade em manter no menu os produtos  ideais para aqueles que seguem o estilo de vida. “É preciso saber se eles mantêm a qualidade e o produto. É importante que toda a equipe de funcionários seja instruída para saber o que significa e explicar aos clientes sobre. As vezes é preferível não oferecer a opção vegana, do que ter e não sustentar a ideia”,  enfatiza Hering.

Mais informações sobre o assunto podem ser obtidas através do site da www.svb.org.br  e do email: [email protected]

 

 

 

Veja também

Edições Impressas Confira nossas publicações Ver Mais
Mais Populares As mais visitadas do nosso site Ver Mais