SAÚDE

Coca-Cola reduzirá açúcar das bebidas em 12%

Empresa aposta em produtos com baixo teor de açúcar, que já respondem por 40% das vendas

Rafael Urrialde, diretor de nutrição e saúde da Coca-Cola Iberia (Foto: JAIME VILLANUEVA)

A Coca-Cola Iberia, unidade da empresa norte-americana para Portugal e Espanha, apresentou recentemente sua estratégia para o futuro, que inclui a redução de 12% do açúcar em suas bebidas até 2020. Esta é a resposta da Coca-Cola às pressões em todo o mundo devido ao alto teor de açúcar de seus produtos, embora os representantes da empresa digam que a medida atenda à demanda dos consumidores. “Esta é uma estratégia global que depende dos gostos dos consumidores”, disse Pelayo Bezanilla, diretor de comunicação da Coca-Cola Iberia, em Madri.

A redução de açúcar por litro de bebida, segundo a companhia, foi de 38% desde 2000 em todos seus produtos açucarados. Além disso, a empresa destacou que todas as variedades têm uma alternativa sem açúcar. “Dispomos de 102 referências de produtos sem adição de açúcar, light ou zero”, afirmou Rafael Urrialde, diretor de nutrição e saúde da Coca-Cola Iberia. No entanto, ações contra esses produtos têm se multiplicado em vários países devido aos seus possíveis efeitos nocivos para a saúde. Na Espanha, por exemplo, existe o imposto contra bebidas açucaradas na Catalunha, o qual a empresa descreve como discriminatório.

Por tudo isso, a Coca-Cola diz que sua intenção é se tornar uma empresa completa de bebidas, ainda que isso tire o peso de seus produtos originais. “Continuaremos ampliando e diversificando nossa oferta de bebidas”, disse Bezanilla. Os novos hábitos de consumo aumentam cada vez mais a demanda por bebidas com baixo teor de açúcar. “O importante é que nos adaptemos aos gostos dos consumidores”, avalia Juan José Litrán, diretor de relações corporativas da Coca-Cola Iberia.

Em 2016, a Coca-Cola aumentou a oferta de produtos sem adição de açúcar em 4%, segundo dados da empresa. No caso da Coca-Cola Zero, por exemplo, as vendas subiram 12%. Além disso, segundo Urrialde, mais de 40% das vendas da Coca-Cola na Espanha correspondem a produtos light, zero e descafeinados.

Mudanças no design e latas menores

A Coca-Cola também anunciou mudanças no design de suas embalagens e rótulos. Com isso, a empresa quer que as informações de seus produtos sejam mais claras. “Vamos implementar novos esquemas gráficos que permitam que os consumidores identifiquem mais facilmente o número de porções em uma embalagem”, disse Litrán. Nesse sentido, a empresa defende rótulos mais claros em todo o setor alimentar, com códigos de cores para informar sobre o valor nutricional.

Também com o objetivo de reduzir a adição de açúcares, neste caso no consumo dos consumidores, a Coca-Cola planeja o lançamento de embalagens menores para seus produtos. A companhia já começou a vender latas de 250 mililitros, menores do que as latas-padrão, de 330 ml. A Coca-Cola planeja distribuir 36 milhões de latas no mercado, a mesma quantidade atual de garrafas de plástico de meio litro, de modo que os consumidores possam ter acesso a essas embalagens de forma mais fácil.


Edições Impressas Confira nossas publicações Ver Mais
Mais Populares As mais visitadas do nosso site Ver Mais